Abordagem de Ensino Baseada no Jogo

quinta-feira, 23 de junho de 2011

BOLA PARADA (Contra/Transição Ofensiva)

video

Este vídeo é da participação da minha equipe Sub-15 na 7ª Taça Saudades 2011. Realizando uma Transição Ofensiva após uma Bola Parada Contra.

Resultado de alguns meses de trabalho dando certo na competição! Pena que a finalização não foi a esperada, mas, o processo de ensino-aprendizagem-treinamento continua. Efetuando certos erros, futuramente surgiram acertos. Esse é o papel da formação! 

sexta-feira, 17 de junho de 2011

DEFENDER EM ZONA OU ZONA PRESSIONANTE?


Segundo Mourinho (2007) apud Oliveira et al (2007):
"Defender zonalmente e fazer pressing zonal, são duas coisas totalmente diferentes! Uma coisa é defender em zona, onde, pelo posicionamento no campo e pela adaptação posicional de todos os jogadores em função da posição da bola quando está em posse do adversário, se busca encurtar espaços, criar dificuldades e esperar o erro. Defender zonalmente em pressão, significa, de igual modo, um bom jogo posicional, mas com a iniciativa no sentido de tentar intensificar ao máximo as dificuldades ao adversário e de tentar recuperar a bola o mais rápido possível. De uma forma bem resumida, quando falamos de futebol de alto nível, eu diria que o homem a homem não existe, zona existe, mas não me convence, e zona pressionante é o futebol de hoje e de amanhã."
 "Ninguém joga homem a homem ou em função dos homens, mas em função dos espaços."
Referência

OLIVEIRA, Bruno. AMIEIRO, Nuno. RESENDE, Nuno. BARRETO, Ricardo. Mourinho Por quê tantas vitórias? MCSports - Gradiva, 2007.





terça-feira, 14 de junho de 2011

AS MUDANÇAS


Podemos acreditar que tudo o que a vida nos oferecerá no futuro é repetir o que fizemos ontem e hoje. Mas, se prestarmos atenção, vamos nos dar conta de que nenhum dia é igual a outro. Cada manhã traz uma benção escondida, uma benção que só serve para esse dia e que não pode guardar nem desaproveitar. Se não usamos este milagre hoje, ele vai se perder. Este milagre está nos detalhes do cotidiano, é preciso viver cada minuto porque ali encontramos a saída de nossas confusões, a alegria dos nossos bons momentos, a pista correta para a decisão que tomaremos.

Enfim, se focarmos nos pequenos detalhes, consegiremos encontrar a fórmula para a mudança que pode ser muito útil em nossas vidas.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

JOGO PARA A RETIRADA DA BOLA DO SETOR DE PRESSÃO

Princípio: Valorização da Posse da Bola e Retirada do Setor de Pressão

Sub-Princípio: Mecanismos de saída

Complexidade: 2 (média)

Objetivo: Articulação intersetorial

Tempos: 4 X 2'30"

Adaptação Biológica: Força Específica

Materiais: Discos, coletes e bolas

Descrição

Número de jogadores 12 (6:6)   Dimensões: 40 m X 40 m

Jogo específico 6:3 + 3 coringas. É um jogo de posse e manutenção de bola, onde em um lado do quadrado  seis (6) jogadores da equipe de posse de bola tentam manter a posse sob a oposição de três (3) defensores, que serão apoiados por três (3) coringas nas laterais do campo de jogo. A equipe de posse da bola marcará pontos toda vez que conseguir realizar oito (8) passes consecutivos sem que a equipe defensora toque na bola. A equipe defensora, quando recuperar a posse da bola, deve retirá-la do setor de pressão com ajuda dos coringas e ir jogar no seu espaço um 6:3.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

JOGO DE POSSE E CIRCULAÇÃO + DOBRA DE MARCAÇÃO

Princípio: Posse e Circulação da Bola

Sub-Princípio: Equilíbrio Posicional

Complexidade: 3 (média alta)

Objetivo: Velocidade Coletiva e Recuperar a posse da bola no mesmo setor da perda

Tempos: 5 X 6'

Adaptação Biológica: Resistência Específica

Materiais: Discos , coletes e bolas

Descrição

Número de jogadores 14 (5:5 + 2 coringas + 2 goleiros)  Dimensões: 2/3 campo

Jogo específico 5:5. No espaço de jogo existem setores (1,2,3,4 e 5). Cada equipe, em posse da bola deve ter um jogador em cada um desses setores (sendo que estes jogadores só podem agir com bola em seus setores). A equipe sem a posse da bola pode ocupar livremente os espaços de jogo e deve buscar criar dobras de marcação. Os dois coringas jogam com a equipe que tem a posse da bola.